Já é membro Bellatores? Acesse seu painel Shooting. MEU ACESSO

Atendimento

(31) 98488-1308

Conheça as modalidades de tiro esportivo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Você já ouviu falar de tiro esportivo e tem curiosidade sobre o assunto? Quer saber mais sobre as diferentes modalidades, as principais regras e onde praticar? O artigo de hoje apresenta um guia completo sobre o que você precisa saber sobre o esporte.

Como qualquer outro esporte, a sua prática trabalha o corpo e a mente, melhora a concentração e o autocontrole. Também ajuda a aliviar o estresse e permite que você conheça novas pessoas, sem contar que vai colocar você em contato com a natureza quando feita ao ar livre.

Todos podem treinar, mas é preciso seguir à risca as regras e orientações de segurança. Conhecer bem as diferentes modalidades de tiro e o tipo de equipamento certo é fundamental para o sucesso. Se interessou? Veja as dicas a seguir e comece a praticar já. Boa leitura!

Entenda como surgiu o esporte

A prática tem origem na Europa, durante a Idade Média, inspirada nos treinamentos militares e de caça. A introdução do uso de armas de fogo nas guerras alterou a dinâmica das batalhas e, consequentemente, as linhas de tiro dos combates serviram como modelo para o esporte.

As primeiras competições ocorreram em meados do século XIX. O primeiro clube de tiro esportivo, Campo de Instrução de Châlons, surgiu na França, em 1867. A modalidade é disputada nas Olimpíadas desde a primeira edição em Atenas, em 1896. Hoje, faz parte também dos Jogos Pan-Americanos.

Veja como chegou ao Brasil

O tiro esportivo foi trazido ao país pelos imigrantes alemães durante o século XIX. De então até hoje, muitas mudanças aconteceram:

  • A entidade Tiro Nacional, na cidade de Rio Grande (RS), foi criada em 10 de março de 1899;
  • Em 5 de setembro de 1906 surgiu a Confederação de Tiro Brasileiro;
  • Já no Rio de Janeiro, o Revolver Club, o primeiro da cidade, foi criado em 15 de maio de 1914;
  • Nas Olimpíadas de 1920, o tenente Guilherme Paraense conquistou a primeira medalha de ouro na modalidade tiro de revólver;
  • A Confederação Brasileira de Tiro ao Alvo (CBTA) foi criada no Rio de Janeiro em 28 de novembro de 1947;
  • Em 1999 a CBTA se transformou na Confederação Brasileira de Tiro Esportivo.

Hoje, a confederação estima que existam 3 mil atiradores em atividade no país, um terço do número de pessoas cadastradas na organização.

Saiba como começar a praticar

Se acha que essa é a atividade física certa para você, veja como começar a treiná-la. O primeiro passo é procurar um clube de tiro. Esse, aliás, é o único caminho. Busque na página da Confederação Brasileira os afiliados para encontrar o mais perto de você.

As associações oferecem um curso básico de tiro, a sua porta de entrada para esse mundo. Você vai aprender a manusear, limpar e desmontar uma arma e a atirar. Vai se inteirar das normas de segurança e da conduta nos estandes também. No clube você poderá praticar o esporte sempre que quiser. É cobrada uma mensalidade para que o associado possa usar o espaço, as armas e as munições.

Conheça as diferentes modalidades de tiro

Já se filiou a um clube e fez o curso básico? É hora de escolher qual ou quais das práticas de tiro te interessam mais. Existem quatro modalidades e grande variedade de alvos, de armas e de munições aprovadas para o esporte. Nos Jogos Olímpicos, são usadas duas armas diferentes: a pistola e a carabina.

Há outras categorias que não estão incluídas em competições oficiais como o Airsoft e o Paintball, mas igualmente divertidas. Veja a seguir:

Tiro com pistola

Essa modalidade é dividida em quatro categorias: alvo móvel, pistola livre, pistola de ar e tiro rápido. Nas competições, só pode ser disparada com uma das mãos por ser uma arma curta. O alvo pode estar a 10m, 25m ou 50m de distância do atirador.

Tiro com carabina

A modalidade é praticada com uma arma de cano longo e, por isso, permite o uso das duas mãos. Para conseguir a pontuação máxima, o atirador deve atingir o alvo desenhado em volta de círculos.

Se realizada em pé, a distância do ponto deve ser de 10m ou 50m. Já na posição deitada, precisa estar distante 50m. Essa última categoria, no entanto, é disputada apenas por homens.

Tiro ao prato

Essa é uma das modalidades mais conhecidas do público e tem duas variações. Na fossa olímpica, por exemplo, o atirador tem cinco posições de disparo e deve acertar o prato com dois tiros. Na modalidade skeet, são oito posições diferentes. Vence quem atingir o maior número de pratos.

Alvo móvel

Apesar de não fazer parte das Olimpíadas, é uma das modalidades de tiro esportivo mais praticadas no Brasil. O alvo se desloca em um espaço de 2m e o atirador conta com 30 tiros na velocidade lenta e mais 30 na velocidade rápida para atingi-lo.

Airsoft

É um esporte que simula situações de combate e pode ser praticado ao ar livre ou em ambientes fechados. Duas ou mais equipes participam do jogo. Sai vencedora aquela que atingir o objetivo primeiro.

No Airsoft são usadas armas de pressão que disparam bolinhas de plástico. O esporte é regulamentado pelo Exército Brasileiro e pode ser praticado por qualquer pessoa. Tem um baixo custo se comparado às outras atividades de tiro esportivo.

Paintball

Ao contrário do Airsoft, as bolinhas plásticas têm tinta dentro delas e, uma vez que alguém acerte o alvo, a tinta se espalha rapidamente pelas roupas do oponente, indicando que ele deve sair da disputa.

Há duas equipes de batalha em uma ampla área, com cenários diferentes, e ganha quem atingir o objetivo primeiro. Há diversos combates, mas o mais comum é aquele em que o grupo deve ter a posse da bandeira da equipe adversária. Um excelente jeito de trabalhar em grupo e traçar estratégias, além de se divertir.

Proteja-se para evitar acidentes

O tiro esportivo é um esporte seguro e divertido como qualquer outro, mas exige grande responsabilidade do praticante. As regras de segurança são bastante rígidas e devem ser seguidas à risca, independentemente da modalidade escolhida.

Lembre-se dos óculos de proteção especial, os tampões de ouvidos e o colete que, além de te proteger, servirá para guardar a munição. Procure pedir orientações no clube de tiro ou em lojas especializadas para não esquecer nenhuma peça.

Conheça o equipamento certo para compra

As armas de pressão são as mais indicadas para a prática do tiro esportivo. As que têm calibre de até 6mm podem ser adquiridas por qualquer pessoa com mais de 18 anos, sem a necessidade do Certificado de Registro do Exército Brasileiro. Você também precisará de outros equipamentos como munições, produtos de limpeza das armas e de armazenamento. Não deixe de conversar com profissional qualificado.

Agora que você já conhece um pouco mais da história do esporte e as diferentes modalidades de tiro, poderá escolher aquela que deseja praticar. Seja por lazer ou como uma atividade física regular, lembre-se sempre de seguir as regras e orientações de segurança. E o mais importante: divirta-se!

Fonte: https://blog.lazereaventura.com.br/conheca-as-modalidades-de-tiro-esportivo/

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Deixe o seu comentário!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.